Dia do Consumo Consciente: 5 dicas para uma vida sustentável

Todo voluntário dedica parte de seu tempo à construção de um mundo melhor, e uma das melhores (e mais fáceis) maneiras de ajudar o planeta é buscar a sustentabilidade. Afinal, o mundo todo está em busca dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), as 17 metas das Nações Unidas por uma sociedade global mais equilibrada. O 12º item, inclusive, fala em “assegurar padrões de produção e consumo sustentáveis”.

Por isso, preparamos uma lista de ações para te ajudar a fazer compras e levar o dia a dia de forma que não prejudique o meio ambiente nem a sociedade. Afinal, 15 de outubro é Dia do Consumo Consciente, e a data precisa ser celebrada com toda aquela energia que só voluntários têm!

Reduza a Produção de Lixo 

Um brasileiro produz, em média, 378 quilos de resíduos sólidos por ano, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). É pouco mais de um quilo por dia! Muita coisa, sobretudo porque boa parte disso vai para lixões – locais sem tratamento adequado para essas sobras, que, ainda por cima, contaminam o lençol freático e o solo.

A melhor atitude perante isso é reduzir o volume de lixo gerado em casa e no trabalho. Que tal organizar uma campanha na empresa para diminuir o uso de plásticos? Faça cartazes estimulando as pessoas a trazerem copos e canecas de cerâmica para substituir copos, além de talheres de metal e/ou madeira. Deixe de lado as sacolas plásticas do supermercado e consuma somente o necessário, sem supérfluos. Você vai ver, a natureza — e seu bolso — vão agradecer!

Mesmo com toda a sua campanha, sabemos, algo ainda vai sobrar. O que fazer com esses itens, que iriam para o lixo comum? A resposta está no item abaixo:

Recicle 

Ou ao menos ajude o processo de reciclagem. Não custa nada separar o lixo de casa e do trabalho em recipientes adequados, como latas, plásticos, papel e orgânicos e contactar uma empresa para recolhê-lo. Há também cooperativas de catadores (que obtêm renda a partir do lixo reciclado) e pontos de entrega em algumas cidades. Dá uma olhada neste link. Ele tem o endereço de várias empresas, cooperativas e locais de reciclagem em todo o Brasil.

Prefira Produtos Feitos de Forma Sustentável

Este é um ponto importante, pois mostra a força do consumidor. Procure saber como o produto que você vai comprar é gerado. A empresa respeita o meio ambiente? E os direitos de seus colaboradores? No caso de bens de consumo e duráveis: consumiu mais energia que o necessário para ficar pronto? É eficiente, ou seja, não consome mais do que deveria?

Uma forma de saber as respostas é procurar selos como o Procel, que indica os produtos mais eficientes do ponto de vista do consumo de energia e o FSC, que certifica que a madeira foi produzida de forma sustentável ao longo de toda a cadeia.   

E Que Não Afetem Animais

Mas, convenhamos, não basta ser eficiente e respeitar a natureza. É preciso também evitar maus tratos com animais. Privilegie, portanto, bens que poupem ao máximo os bichos de sofrimento. Algumas empresas, inclusive, buscam certificações “cruelty free” (sem crueldade, em inglês) para comprovar que seus produtos não causam sofrimento aos bichanos. Dê preferência a elas!

Economize Água

O desperdício de água no Brasil é grande. Segundo o Instituto Trata Brasil, 38% do líquido tratado no país são desperdiçados. O interessante é que boa parte do desperdício pode ser evitado sem grandes prejuízos para a qualidade de vida de qualquer um. Logo, atenção a torneiras e chuveiros gotejando, olho em possíveis vazamentos e nada de horas de banho.

Divirta-se!

Ser sustentável é legal! Divirta-se fazendo este quiz, este (em português) ou ainda este (em inglês), que medem a sua pegada ecológica. Faça uma gincana na empresa e dê brindes para quem for mais sustentável!

Agora Conte Como É Sua Vida Sustentável

Organizou ações, mudou os hábitos de sua empresa? Ótimo. Agora conte para todos os voluntários como foi a atividade! Não esqueça de mostrar fotos! E se quiser saber um pouco mais sobre como ser sustentável, esta cartilha é um bom caminho!