Mês das crianças: confira o passo a passo da nossa sugestão de ação com os pequenos

11/10/2017 12:29

12 de outubro é o Dia Internacional das Crianças. Um conhecido provérbio africano diz que: “é preciso uma aldeia para educar uma criança”. Pais e mães têm responsabilidade, mas toda a sociedade também pode e deve contribuir para o desenvolvimento saudável de nossas crianças.

Confira abaixo uma ação super bacana para promover com os pequenos.

Pequenos Heróis

O que

Toda criança sonha em ser um super herói. Que tal realizar esse sonho? Procure uma instituição ou projeto que trabalhe com crianças e proponha a atividade. Nesse caso, as crianças são os super heróis e seu super poder é fazer o bem. A atividade pode começar com uma oficina de fantasias a partir de materiais recicláveis. Junte entre amigos e colegas e leve itens como retalhos de tecido, garrafas PET, tampinhas de garrafa, latinhas de alumínio, restos de cartolina e papel sulfite, etc., além de itens básico como cola, tesoura sem ponta e barbante. Com a ajuda dos adultos voluntários, as crianças criam suas fantasias de super herói e/ou seus itens super poderosos: capas, máscaras, relógios, cintos, pulseiras e afins. Busque inspirações na internet, mas o que vale mesmo é estimular a criatividade dos pequenos. Depois de "equipados", é hora dos heróis e heroínas entrarem em ação. Crie uma brincadeira na qual as crianças passam por diversas situações fictícias e precisam ajudar as pessoas para ganhar mais poder. É como se eles saíssem por aí salvando o mundo. Enquanto um dos voluntários guia o grupo e faz as perguntas, os outros voluntários podem brincar de atores. Por exemplo, as crianças encontram uma pessoa idosa carregando um monte de sacolas. O voluntário que está coordenando a brincadeira pergunta o que elas poderiam fazer para ajudar. Caso elas respondam corretamente, cada criança ganha uma estrelinha dourada (que pode ser de papel), de preferência com um alfinete para colocar na roupa. A estrela significa mais poder para ajudar aos outros. Depois, elas vão para a "loja de doces" e percebem que receberam o troco errado. Se tomarem a atitude correta, mais uma estrela é dada. Ver um coleguinha fazendo bullying com o outro, escovar os dentes com a torneira aberta desperdiçando água, uma criança que não tem nenhum brinquedo para se divertir, uma pessoa cega tentando atravessar a rua, um coleguinha que está com dificuldade numa lição, um item que deve ser descartado na lixeira correta... enfim, crie e encene situações hipotéticas em que as crianças podem ter uma atitude positiva e ajudar outras pessoas e/ou o meio ambiente. O intuito da brincadeira é além de ser divertida e estimular a imaginação, transmitir para as crianças valores como solidariedade, ética e respeito. Durante toda a brincadeira, os voluntários devem conversar com as crianças nesse sentido, deixando que elas façam suas sugestões, e ao final, diga a elas que mesmo não podendo voar, lançar raios, ser invisível ou qualquer coisa que heróis geralmente fazem, todos temos super poderes que são despertados com a prática da solidadeirade. Por exemplo, quando se ajuda uma idosa a carregar as sacolas, você ficar "super forte". Quando ajuda um colega com a lição, fica "super inteligente". E assim por diante. A mensagem é que todos podem ser super heróis e heroínas no dia a dia e ajudar a salvar o mundo. A brincadeira pode acabar com uma celebração com comida, doces, música e mais brincadeiras.

Passo a passo

1. Procure uma instituição ou projeto na sua cidade que trabalhe com crianças e proponha a atividade. Indicamos que essa brincadeira seja realizada com crianças entre 4 a 8 anos.

2. Em conversa com a instituição, marque dia e horário para fazer acontecer, com tempo hábil para o planejamento da ação.

3. Abra a ação no Portal e chame seus amigos e colegas para participar como voluntários.

4. Em paralelo, peça para que as pessoas juntem em suas casas e com seus amigos materiais recicláveis para a oficina de fantasias. Também dividam entre vocês outros materiais básicos para auxiliar, como cola, tesoura sem ponta, barbante, tinta, giz, folha sulfite, etc. Junte tudo e leve no dia da ação.

5. Com a ajuda dos voluntários, produza as estrelinhas que as crianças vão receber a cada atitude correta. Pode ser feita de papel dourado e alfinete ou o que for mais conveniente. 

6. Planeje com os voluntários como será a brincadeira. Imaginem e selecionem as situações que serão propostas às crianças. Vocês podem envolver os funcionários e voluntários da instituição nesse passo. Lembre-se que as situações devem dialogar com a idade e rotina das crianças e devem possibilitar a escolha de uma atitude positiva que transmita valores importantes para a vida em sociedade. Divida os voluntários que participarão guiando as crianças e os que encenarão cada situação da brincadeira. 

7. No dia da ação, a ideia é que tudo seja muito divertido. Interajam com as crianças, façam com que elas se envolvam de verdade na brincadeira e participem ativamente. Ao final, deixem clara a mensagem de que elas podem ser super heróis todos os dias, ajudando outras pessoas e cuidando do planeta.

8. Ao final, se for possível, façam uma grande celebração na instituição. Cada voluntário pode levar um pratinho de doce ou salgado ou uma bebida. Músicas e outras brincadeiras podem ser boas pedidas.

Lembre-se:

Fotografe a ação e poste os resultados na rede para inspirar outras pessoas a fazerem o mesmo.

 

Bom trabalho e divirta-se! :)

 

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se